Rogério Zimmermann explica mudanças táticas aplicadas no Botafogo-PB após alterações no elenco

O treinador do Botafogo-PB, Rogério Zimmermann, falou durante a entrevista coletiva que concedeu na tarde desta quinta-feira (15) sobre as mudanças que vem acontecendo no elenco durante a disputa da Série C. Atualmente o alvinegro pessoense vem enfrentando uma má fase e ainda se viu sem nomes importantes como o atacante Lohan.

Além do artilheiro da equipe o Belo também perdeu Pimentinha, Lucas Simón, Chaveirinho, Dico, Maykon Aquino e Kelvin. Segundo o treinador, todas estas mudanças no elenco promoveram também mudanças na maneira do time jogar.

“Se o Lohan tivesse permanecido, provavelmente continuaríamos com aquela formação. Era uma questão de tempo das coisas começarem a funcionar. Mas no momento que você perde a referência e contrata outro jogador, você tem que mudar duas ou três vezes o sistema tático, e não seria bom. Seria bom ter um, e depois um plano B que poderia virar principal, não por necessidade, mas por opção. O Ramon jogou toda uma Série B de Brasileiro comigo mais por dentro. Jogou no Santo André na função que a gente fez no último jogo. Vai depender do que o David Batista nos colocar”, explicou o treinador.

Um desses “planos B” agora pode ser a utilização de dois jogadores pelas pontas, com a chegada de Cristian. Mas mesmo com o novo reforço, Zimmermann espera outro jogador para opção para encorpar o elenco e o time não ser desfalcado por lesões ou desgastes dos atletas.

Antes de enfrentar o Manaus na próxima segunda-feira (19), o Belo passará por eleições para o Conselho Deliberativo. Na outra semana, o pleito será para escolha da diretoria executiva. Com a política em ebulição na Maravilha do Contorno há alguns meses, Rogério Zimmermann disse que o ambiente não interfere no trabalho que realiza em campo, e que cada problema é resolvido separadamente.

Mostre mais
Fechar