SEM LOCKDOWN EM JOÃO PESSOA: Cícero defende gestão eficiente e equilibrada no combate a COVID-19

 

Em entrevista ao programa, “O Povo na TV”, da TV Tambaú nesta quinta-feira (19), o candidato dos Progressistas à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena, falou sobre suas propostas para os próximos quatro anos. Na ocasião, Cícero garantiu que não fará lockdown como resposta à pandemia do novo Coronavírus e apresentou o caminho para a retomada da economia.

“A resposta para o coronavírus é aumentar os testes e acompanhar, monitorar e disponibilizar toda a rede funcionando na sua plenitude para atender a população. A boa notícia, devido a preocupação que eu tenho com a cidade de João Pessoa, é que muito dos casos que começam a ocorrer estão num nível de complexidade bem menor. Consequentemente, o tratamento será mais ágil e menos sofrido para que os pacientes possam sair dessa necessidade do leito o mais rápido possível”, disse.

Sobre a polêmica envolvendo a vacina da covid, Cícero destacou que a primeira que for aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), será adquirida pelo município. “A saúde não exige visto de passaporte, existe a aplicação da vacina no maior número possível para atender a população e evitar o óbito e a doença que é nossa responsabilidade e assim nós faremos. Ao ter a vacina devidamente comprovada e sua aprovação, não vou pedir visto passaporte”, afirmou.

Cícero destacou que sua experiência o permite buscar recursos em Brasília para viabilizar propostas em habitação, como a construção de 11 mil moradias. “As moradias construídas nos últimos oito anos na cidade de João Pessoa foram fruto do trabalho do presidente do nosso partido aqui na Paraíba, Aguinaldo Ribeiro, e que, junto com a senadora Daniella Ribeiro, vai proporcionar essa certeza de poder prometer 11 mil moradias, que terão a qualidade que merece, acompanhadas de escolas, creches, a mobilidade urbana chegando a esses quipamentos habitacionais. Ou seja, ter um processo de gerenciamento e coleta de lixo nessas unidades”, ressaltou.

Parar gerar emprego e renda na pandemia, o candidato afirmou que vai focar em setores como a construção civil para ajudar na recuperação econômica da cidade. “O programa de moradia vai nos proporcionar aumentar o emprego na construção civil e, assim, vamos gerar emprego nos mercadinhos, farmácias, na indústria. Também estamos criando o Programa Volta por Cima, que será emprestado até cinco mil reais para quem perdeu o emprego e queira montar um pequeno negócio, tendo 30 meses para pagar, seis meses de carência e juros sendo pagos pela prefeitura”, concluiu.

Mostre mais
Fechar