Senador flagrado com dinheiro na cueca deixa conselho de ética do Senado Federal

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que ocupava a posição de vice-líder do Governo Federal no Senado até o momento em que foi flagrado com dinheiro na cueca, deixou o Conselho de Ética da Casa. O senador será julgado pelos membros do conselho do qual fazia parte e poderá perder o mandato.

O Conselho de Ética está com as atividades paralisadas por causa da pandemia do coronavírus. Diante do escândalo envolvendo o senador, porém, alguns parlamentares pressionam o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para reativar a comissão e abrir um processo contra Rodrigues. Até agora, Alcolumbre permanece em silêncio.

Rodrigues entregou o ofício em que comunica a saída do Conselho de Ética às 13h20 desta segunda-feira. “Com meus cordiais cumprimentos, solicito meu desligamento imediato do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar”, escreveu ele em documento endereçado ao presidente do colegiado, senador Jayme Campos (DEM-MT).

Mostre mais
Fechar