SUPERFATURAMENTO EM CONTRATOS: Denúncia anônima terá que fazer prefeito de Cajazeiras explicar ao MPPB dinheiro gasto em ano eleitoral

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou um inquérito civil para investigar denúncia anônima que chegou ao órgão, de supostas irregularidades no aumento de gastos com saúde no município de Cajazeiras, no ano eleitoral 2018, e também nos exercícios 2017 e 2019, na gestão do prefeito José Aldemir.

De acordo com o MPPB, quatro empresas foram contratadas com indícios de superfaturamento nos contratos. As empresas foram: Dantas e Matias Ltda, Dr. Isaac Lordão Ltda, Clínica Dom Rodrigo Ltda e Cedrul – Centro de Diagnostico em Radio e Ultras Ltda.

A denúncia anônima aponta que as irregularidades consistem em aumento nos contratos de R$ 316.000,00 em 2017 para mais de R$ 1.000,000,00 no exercício 2018 e queda acentuada para R$ 195.000,00 no exercício 2019.

A autorização da investigação foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPB dessa quinta-feira (19), e assinada pela promotora de Justiça, Fabiana Pereira Guedes.

Mostre mais
Fechar