SUSPEITA DE ASSÉDIO SEXUAL: Professor de Patos é afastado de escola após denúncia

Um professor de uma escola pública da cidade de Patos, no Sertão do estado, foi afastado preventivamente de suas funções, sob suspeita de assédio sexual. A decisão consta no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (11).

De acordo com a portaria, o professor ficará longe das atividades da escola por 60 dias. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período, caso o Estado julgue necessário. A remuneração do professor não será suspensa.

O processo administrativo contra o professor foi aberto no dia 19 de março. Para afastar o professor, o Estado considerou a gravidade da denúncia, na qual o servidor recebeu o status de “investigado”. “A permanência deste servidor na unidade de ensino poderá interferir no processo investigativo ora em tramitação”, alegou o Governo da Paraíba.

Mostre mais
Fechar