‘UMA GRATA SURPRESA’: Raoni Mendes se mostra em ‘crescente ascensão’ e pode aparecer em segundo turno

Por Eliabe Castor

Faltando poucos dias para o 1º turno das eleições 2020, em João Pessoa, superado o fato de João Pessoa ter 14 candidatos na disputa pela Prefeitura da Capital, já é perceptível que alguns foram ficando para trás e, outros, em crescente ascensão. O segundo turno se avizinha tamanha a quantidade e qualidade dos postulantes.

Sim, à frente do pelotão existem as figuras do ex-governador Cícero Lucena (PP) e o comunicador Nilvan Ferreira. Mas entre tantos candidatos, efetivamente há um empate técnico. Não há como qualquer instituto de pesquisa ser assertivo, uma vez que existem 14 candidatos, algo nunca visto em João Pessoa. E aí está uma boa promessa de nome e sobrenome já bem conhecido em João Pessoa. Trata-se do ex-deputado estadual Raoni Mendes (Democratas), que pode figurar no eventual segundo turno.

Mas vou me ater à figura de Mendes. Seja pelo corpo a corpo, o diálogo com os moradores da cidade, muitos esquecidos por políticos que têm um discurso até bonito, mas que não conseguem ser empáticos ou mostrar sinceridade, seja pelo Plano de Governo apresentado, as propostas do candidato são boas. E ao que tudo parece estão prontas para serem colocadas em prática. Daí um diferencial.

Os debates

Nos debates, Raoni Mendes tem apresentado propostas que são o que a população da Capital do Estado quer ouvir. As farpas não têm feito parte do cardápio do candidato da Coligação “Pra João Pessoa funcionar”. Outros, no entanto, têm deixado a desejar. A essa altura do campeonato ninguém quer ouvir “briga de vizinhos”. As pessoas estão cansadas disso.

O lema “eu vou cuidar”, com a certeza de quem vem fazendo política desde sempre adotando esse “mandamento”, pegou na campanha. Aliás, pegou tanto que após o candidato lançar a hashtag, os outros tomaram para si. Sim, porque essa campanha tem sido um tal de copia e cola.

Não se engane, leitor e eleitor, surpresas podem surgir, e o ex-deputado pode ser uma delas. O “já ganhou” há tempos não tem vez por aqui.

Mostre mais
Fechar