Viúva de MC Kevin homenageia o cantor com colar de R$ 45 mil

Deolane Bezerra, viúva do MC Kevin morto, aos 23 anos de idade, em decorrência de um acidente após cair do 5° andar de um prédio na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, expôs aos seus seguidores do Instagram nesta quinta feira (03), um colar com a imagem do dia em que ela e o artista ficaram noivos “Saudades eu tenho a todo momento”, escreveu a advogada.

Procurado pelo site da revista QUEM, o joalheiro responsável pela jóia da advogada esclareceu que criou a joia para presentear Deolane e contou que o presente custa R $45 mil reais.

Colar Deolane Bezerra

O mentor e amigo de Kevin, Ângelo Canuto, conversou com a QUEM acerca da família após o acidente. Ângelo que é coach continua trabalhando com Valéria Nascimento, mãe do cantor, e relatou sobre o seguimento da investigação policial e como será repartida a herança do funkeiro, que de acordo com ele ficará com a Soraya, de 5 anos de idade, filha do cantor.

“A investigação policial está na última fase, em que foi autorizada a quebra do sigilo telefônico [de todos os envolvidos no dia do acidente]. Paralelamente a isso, a família está tomando as providências jurídicas, resolvendo o inventário, fazendo a estruturação jurídica. Estamos acompanhando tudo com o advogado”, conta. “Uma coisa é a providência da polícia em relação ao fato que ocorreu e a outra é o legado que o Kevin deixou, que são as obras dele”, esclarece ele.

Conforme o coach, tudo está sendo conduzida por Valeria, como já havia acontecendo antes do falecimento:

“O Kevin deixou só uma herdeira, a Soraya. Deixou obras e um legado profissional que a mãe dele vai administrar. Ela sempre foi administradora disso, evoluiu muito no sentido de gestão desde que ele seguiu a carreira solo. E eles já estavam se preparando para administrar isso. O Kevin falava: ‘mãe, a senhora tem que estar comigo”

O palestrante exalta  a força da mãe do cantor, Valeria Nascimento, após a lamentável morte do filho:

“Ela está superando, mas é uma mãe com os pés no chão até pelas cicatrizes que carrega ao longo da vida. A perda de um  filho não é fácil, mas ela é muito forte. Aprendemos muito com ela, todos os dias”, diz. “E ela é uma avó muito responsável também, já tem uma estratégia traçada para a herdeira, a Soraya”.

“Eles eram noivos, mas a empolgação da união trazia essa mensagem [de que eles eram casados]. Mas de fé nem de fato eles eram casados, eram apenas um casal romântico”, complementa Angelo.

Mostre mais
Fechar